PERSONAL TRAINER – NECESSIDADE OU LUXO?

Por Fabio Aires da Cunha

. 

Com o estilo de vida corrido nos grandes centros urbanos, muitas vezes as pessoas não encontram tempo para ir a uma academia, parque ou local apropriado para realizar uma atividade física. A preguiça e principalmente a falta de conhecimento técnico do assunto são outros motivos para o surgimento de um novo profissional, o personal trainer.

Um profissional da área de saúde que estiver preparado pode auxiliar e muito as pessoas que não conseguem praticar sozinhas ou que em muitos casos não recebem o devido acompanhamento em academias.

O grande problema hoje de nossas academias é a comercialização de um produto, no caso esse produto é a saúde. O aumento da procura por locais de atividade física não acompanha o ritmo de contratação de profissionais e pior ainda, a capacitação adequada desses profissionais. O indivíduo encontra-se muitas vezes dentro de uma academia sem saber o que realmente precisa fazer, e também por qual motivo faz determinado exercício. É muito comum surgirem problemas posturais durante a realização de um exercício por falta de uma orientação adequada. O personal trainer surge então para ocupar esse espaço, ou seja, é um profissional que está devidamente capacitado para fornecer condições ideais para o desenvolvimento físico do cliente, além de proporcionar um acompanhamento individualizado.

O cliente/atleta pode ainda realizar as atividades em diferentes ambientes. Pode dispor de uma academia, locais ao ar livre, como parques e até mesmo sua residência, evitando assim transtornos como trânsito e perda de tempo. Outra facilidade na contratação de um personal trainer é a adequação do horário do cliente à atividade física, isto é, o cliente/atleta realiza as sessões de exercícios físicos no horário que melhor lhe convier.

Outro aspecto importante na correta orientação de um programa de atividade física é a intensidade e o volume dos exercícios para cada grupo de pessoas; existe uma determinada carga para idosos, crianças, jovens, obesos, sedentários e atletas. O personal trainer deve estar preparado para definir a carga ideal que atenda as necessidades de cada indivíduo.

A contratação desse profissional pode ser de grande utilidade para quem necessita e quer realizar um programa de atividade física séria e com uma supervisão adequada.

O cliente deve estar atento a qualificação do profissional, a sua formação acadêmica, inclusive se o profissional possui registro no Conselho Regional de Educação Física (CREF) e a experiência profissional, não observando apenas a aparência física do mesmo.

.

.

2003

Os comentários estão encerrados.