ANÁLISE DOS GOLS MARCADOS NA COPA DO MUNDO DE 2014

Por Fabio Aires da Cunha

.

A 20a Copa do Mundo de futebol resgatou o futebol a muito ignorado, vimos equipes buscando os gols e tentado jogar de forma ofensiva. A média de gols cresceu em relação há Copas passadas. Nos 64 jogos disputados foram anotados 171 gols.

Este estudo tem como objetivo analisar de que forma, local, origem, como foram feitos os gols e, em que, tempo foram anotados. Procura-se observar se existe um padrão ou uma tendência na forma como são marcados os gols num torneio internacional de extrema importância como a Copa do Mundo.

.

Dados coletados

Total de gols marcados: 171

Média de gols: 2,67

.

Forma dos gols:

Barriga – 1 (0,59%)                                                          Perna direita – 71 (41,52%)

Cabeça – 31 (18,13%)                                                      Perna esquerda – 62 (36,26%)

Contra – 6 (3,51%)

.

Local:

Fora da área – 18 (10,53%)

Grande área – 112 (65,50%)

Pequena área – 41 (23,98%)

.

Origem da jogada que resultou no gol:

Ataque normal – 79 (46,20%)                                          Bola parada – 46 (26,90%)

Bola roubada no ataque – 17 (9,94%)                             Contra-ataque – 29 (16,96%)

.

Jogada que resultou o gol:

Cruzamento da direita – 11 (6,43%)                                                       Cruzamento da esquerda – 10 (5,85%)

Escanteio da direita – 9 (5,26%)                                                             Escanteio da esquerda – 11 (6,43%)

Falta frontal – 1 (0,59%)                                                                          Falta frontal direta – 3 (1,75%)

Falta lateral da direita – 1 (0,59%)                                                         Falta lateral da esquerda – 6 (3,51%)

Jogada individual – 20 (11,70%)                                                              Jogada linha de fundo pela direita – 5 (2,92%)

Jogada linha de fundo pela esquerda – 2 (1,17%)                                  Lançamento de antes meio-campo – 3 (1,75%)

Lançamento do goleiro – 1 (0,59%)                                                        Lançamento da inermediário ofensiva – 2 (1,17%)

Lançamento do meio-campo – 1 (0,59%)                                               Passe de dentro da grande área – 23 (13,45%)

Passe do meio-campo – 1 (0,59%)                                                          Passe de fora da área – 31 (18,13%)

Pênalti – 12 (7,02%)                                                                                Rebote da defesa – 7 (4,09%)

Rebote do goleiro – 10 (5,85%)                                                               Sobra de chute de fora da área – 1 (0,59%)

.

Tempo:

1º tempo – 65 (38,01%)

2º tempo – 98 (57,31%)

Prorrogação – 8 (4,68%)

.

Tempo normal

1º tempo                                                              2º tempo

1 a 5min – 7 (4,09%)                                            1 a 5min – 10 (5,85%)

6 a 10min – 5 (2,92%)                                          6 a 10min – 8 (4,68%)

11 a 15min – 6 (3,51%)                                        11 a 15min – 6 (3,51%)

16 a 20min – 9 (5,26%)                                        16 a 20min – 10 (5,85%)

21 a 25min – 8 (4,68%)                                        21 a 25min – 10 (5,85%)

26 a 30min – 8 (4,68%)                                        26 a 30min – 13 (7,60%)

31 a 35min – 9 (5,26%)                                        31 a 35min – 9 (5,26%)

36 a 40min – 5 (2,92%)                                        36 a 40min – 14 (8,19%)

41 a 45min – 5 (2,92%)                                        41 a 45min – 7 (4,09%)

Acréscimos – 3 (1,75%)                                        Acréscimos – 11 (6,43%)

.

Prorrogação

1º tempo                                                              2º tempo

1 a 5min – 2 (1,17%)                                            1 a 5min – 1 (0,59%)

6 a 10min – 0                                                       6 a 10min – 1 (0,59%)

11 a 15min – 1 (0,59%)                                        11 a 15min – 2 (1,17%)

Acréscimos – 0                                                     Acréscimos – 1 (0,59%)

.

Discussões e conclusões

O local ainda de maior incidência dos gols continua sendo a grande área, de onde mais de 65% dos gols ocorrem.

Podemos constatar que quase 1/3 dos gols são originados de bola parada, isso reforça a importância do treinamento desse tipo de jogada.

Mais de 25% dos gols tem como origem as bolas roubadas ou perdidas nos campos de ataque e defesa, confirmando que a marcação pressão é um importante fator que auxilia na possibilidade dos contra-ataques e, consequentemente, no aumento das chances de surpreender o adversário.

Interessante destacar que a maior parte dos gols sai no segundo tempo e importante destacar o número significativo de gols que ocorreram nos acréscimos da segunda etapa. Normalmente, nesse período o desgaste das equipes é evidente, com isso a falta de atenção, diminuição da concentração possibilita um aumento do número de gols. Podemos destacar também, que muitas equipes fazem substituições nos últimos minutos, isso é outro dado que possibilitaria o aumento de gols, pois são jogadores descansados contra atletas cansados mental e fisicamente.

 

 

2014

 

Os comentários estão encerrados.