15/01/2011 – Operário fará amistosos e vai formatando os 11 aos poucos

Técnico Fabio Cunha, no Carrapicho: titulares ainda não

Cuiabá, MT (15/01/2011)

. 

O Operário fez seu segundo coletivo-apronto sob o comando do técnico Fabio Cunha, já no CT Carrapicho, mas o time ainda não está definido e, embora alguns jogadores venham da temporada passada, o treinador vai ter muito trabalho. Mesmo assim ele acredita que o Tricolor vá chegar bem na estreia contra o Sorriso, no dia 29.

“Ainda estamos avaliando, tem gente para chegar”, disse ele, que anunciou pelo menos três amistosos, um contra o Poconé, no aniversário da cidade, dia 21, outro contra o REC e o último no Brasil Central, contra a escolinha local, clube que chegou a ser anunciado como parceiro do Operário.

No coletivo, Fabio Cunha pôde observar o lateral Giovanni e o goleiro Max, que chegaram por último e já se integraram ao grupo, que, por enquanto está com 24 jogadores, mas Cunha quer 27. “Precisamos de atacantes, meias e zagueiros”, disse ele, que vem conversando com a diretoria.

Organização/plantel

Muito embora tenha anunciado uma nova era no Operário, com o anúncio de Beto Cuiabano como diretor de futebol e ainda Carlão como gerente, o presidente Daniel Terosso ainda não viu a atual realidade do Tricolor. O técnico Fabio Cunha, está se contentando em trabalhar apenas com jogadores “caseiros”. Até o veterano zagueiro Caixa d‘Água voltou a treinar, ao lado de outros que estavam “esquecidos”, como Ezequiel, Babalu e o próprio Giovanni.

Por enquanto, Fabio tem treinado o time com a base “titular” formada com Max, Ezequiel, Caixa d‘Água, Diego Merica e Babalu ou Giovanni; Bento, Dudu, Hugo e Jeanzinho; Evandro e Celinho. 

Vice-campeão estadual e da Copa Governador, o Operário chega ao campeonato deste ano com muitas dificuldades, situação que o presidente Daniel Terosso pretende contornar, buscando patrocinadores na segunda maior cidade do Estado. A ideia é reformar o CT, acertar a folha com garantias de pagamento em dia e contar com o apoio da torcida.

– “Vamos buscar condições de disputar o título, mais uma vez, mas com o pé no chão, honrando a tradicional camisa operariana”, disse o preparador Fumanchu.

.

.

Fonte:

Futebol Press: http://www.futebolpress.com.br/noticias.php?id=3826

.

.

.

Os comentários estão encerrados.