04/01/2016 – Depois da vitória na Copa SP, treinador do Taboão da Serra diz que time ficou perto da classificação

Manaus, AM (04/01/2016)

Por Paulo Repórter

. 

Jogando em seus domínios e com casa cheia, o Taboão da Serra venceu o XV de Piracicaba, por 1 a 0, em sua estreia na 47ª edição da Copa São de Futebol Júnior. O jogo foi realizado neste domingo, 3, no Estádio Municipal Vereador José Ferez. O gol da vitória foi marcado por Bruno Luiz, no segundo tempo de jogo.

Com resultado, o Tricolor da Serra, ficou sem segundo lugar com três pontos, no grupo 18, já que o Figueirense com a vitória no Fast Clube, por 2 a 1, é o primeiro, devido o critério de desempate da competição.

Da concentração do Taboão da Serra, em São Paulo, o treinador Fabio Cunha, ressaltou ao PAULOREPORTER, que o resultado final mostrou o bom futebol apresentado do time durante toda partida.

– “Acho que foi uma vitória justa, jogamos melhor e dominamos a partida. O time sentiu um pouco a estreia, a responsabilidade de jogar em casa e ter que fazer o resultado. É um time mais novo em relação as outras edições” – explicou, mas reconhece que foi uma partida muito complicada, entretanto, o time não aproveitou as oportunidades em campo.

– “O jogo foi difícil sim, mas poderia ter sido um placar maior. Praticamente, nosso goleiro não fez nenhuma defesa e nós perdemos várias chances de gol, inclusive com bola na trave.”

Mesmo com placar apertado, Fabio Cunha, disse que o importante foi ter conquistado três pontos. Segundo ele, a classificação do grupo ficou mais perto de acontecer.

– “Essa vitória era fundamental para a classificação, pois além de tirar o peso da estreia, você se coloca a frente dos adversários, aumenta sua confiança, diminui um pouco a pressão, traz a torcida mais perto do time. São muitos fatores envolvidos, e com essa vitória são amenizados ou potencializados.”

.

 .

 .

Fonte:

Portal Paulo Repórter

http://pauloreporter.com.br/depois-da-vitoria-na-copa-sp-treinador-do-taboao-da-serra-diz-que-time-ficou-perto-da-classificacao/

.

.

.

Os comentários estão encerrados.